sexta-feira, 20 de julho de 2007

MANIFESTAÇÃO 2

Neste "paíszeco" a apologia ao crime, a criminosos esquecendo-se das vítimas é uma prática comum e parece não ter fim e "vira cultura"???.....lamentável iniciativa de vincular o Salmo 91 com os "anjinhos do carandiru"....quem é contra essa apologia ao crime, deve se manifestar!!! Quem é o "autor" ou "produziu" este lixo e esta excrescência? Lá no carandiru só tinha anjo? Alguém desses ai que produzem isso, perguntam quantas vítimas houveram desses "anjinhos" que estavam presos? Garanto que não....ah a hora que um ente querido seu, produtor e autor, padecer na mão de um desses ai que vc considera "anjo de candura" ai eu quero ver sua reação...hipocrisia que não para....
Tenho vergonha disso tudo....
Jorge Até quando? www.atequando.com.br

3 comentários:

Sinta Liga! Blogger disse...

Não acho apenas que a intenção da peça seja mostrar gente boa e coitada, sendo castigada a duras penas injustamente. Acho que, gostemos ou não, vivemos em um país com certa "ordem" estabelecida. Ordem esta que não se pode fazer cumprir devido principalmente à falta de planejamento estatal. Portanto, quando um ser humano invade o espaço de outro, a ponto de tirar a vida, tem sim de ser reconhecido pela sociedade. Seja esse idiota bandido, como os "anjinhos do carandiru" ou mocinho como a besta do Santo Ubiratan. Que Deus o tenha.

Halber Mensch disse...

Assisti ao espetáculo ontem.
E fiquei presente até o final daquele debate improvisado.
O espetáculo é bacana... tenho pensado muito neste tipo de peça-sem-drama que tem sido uma espécie de tendência dos nossos palcos ultimamente.
Quanto ao debate, fiquei meio confuso. Esse tipo de debate não pode acontecer assim, de improviso.
Porque as argumentações têm uma tendência a ficarem pessoais demais e acabam virando discussões estéreis.
O debate sobre o mssacre do Carandiru ou a violência nas grandes cidades não pode ser uma discussão pessoal.
O teatro cumpre ali um papel fundamental de ampliar a discussão. Cabe aos que discordem da visão exposta por vocês (Varela, Dib, Villela, elenco) que
escrevam e levem ao palco as suas. Assim o debate se torna mais frutífero e construtivo, mais democrático.
Escrevi sobre a experiência de ontem à noite no meu blog. Dêem uma olhada.
http://cadernosgrampeados.zip.net

Celso Jr.
celsoaojr@gmail.com

Guilherme Arbaze disse...

Eu concordo plenamente com Halber Mensch, ao dizer que um debate tão polêmico não pode ser improvisado. As pessoas precisam perceber que essa é exatamente a mesma questão que permeia assuntos mais distantes do Brasil porém de proporção muito maior, como a invasão do Kosovo, na Iugoslávia, onde houve um massacre quase comparável ao de Hitler.
Dito isso, eu adiciono uma coisa: acho profundamente lamentável o que Karina Florido Rodrigues, o site www.atequando.com.br, e outras pessoas, estão divulgando por aí: essa idéia de que ao se ferir direitos humanos se está defendendo criminosos. Eu tenho uma certa proximidade com pessoas relacionadas a alguém que estava hierarquicamente acima do coronel Ubiratan na ocasião, e sei que houve muita confusão, e que temos que ver os dois lados. Agora, não podemos nos esquecer que a Justiça brasileira coloca em prisões horríveis, comparáveis a campos de concentração, pessoas que não são exatamente os mais criminosos, são pessoas pobres, desesperadas, que não tem acesso à Justiça, a informações, e a comida ou água (eu creio que o pensamento de quem estou criticando seja de que "pobre é vagabundo", se for esse o caso, recomendo um pouco mais de informação, de educação, especialmente sobre história, porque no passado, antes do "desenvolvimento", as pessoas podiam comer livremente sem ter que trabalhar cruelmente como hoje, porque as grandes empresas e os governos não haviam se apropriado e destruído todo o meio-ambiente do qual elas se alimentavam). Creio que criminosos são essas pessoas, que mentem, enganam a opinião pública, propagandeiam uma segurança pública de uma polícia que fere mais direitos humanos do que os chamados "bandidos", polícia essa governada por políticos cruéis, que se não usam da violência diretamente para manter e ampliar seu poder, é porque estão apenas comandando, eles têm seus capachos para isso. Eu acho vergonhoso que uma pessoa vá a uma peça de teatro para vincular uma busca por direitos humanos com defesa de criminosos. Eu acho vergonhoso as pessoas se aproveitarem da violência urbana para propagandear mais violência em nome da segurança. Uma coisa é prender criminosos perigosos. Outra é torturar, matar, extorquir, pessoas pobres e indefesas. A ROTA e a Tropa de Choque, por exemplo, qualquer um que conhece, sabe que são capazes de coisas muito piores do que qualquer "bandido cruel". Alguém se lembra daquele seqüestro de um ônibus no Rio por um rapaz que foi vítima do massacre da Candelábria? Isso ilustra bem o que estou falando. Sra Karina, tome cuidado, porque a senhora talvez seja igual ou até pior aqueles que condena. A senhora está beirando o fascismo. Não sei se isso é uma ofensa, talvez seja um elogio, depende de você. Agora, esse maniqueísmo de "anjinhos e bandidos" não está certo de nenhum lado. Principalmente de quem se esquece que o nosso Estado é totalmente ineficiente em prender quem realmente merece (além de gastar muito dinheiro com esses presos, sem reabilitá-los, e fazendo eles sofrerem, como se isso fosse beneficiar alguém). Talvez esse "esquecimento" seja proposital, por você mesma fazer ou ter feito parte do governo, quem sabe? A verdade está na cara de todo mundo, não adianta.... Enquanto tentarmos combater fogo com fogo, vamos ser obrigados a ver intervenções de organizações internacionais, como a Anistia Internacional, que acusa as prisões de São Paulo de serem campos de concentração (e realmente são). E vamos ser uma versão bem piorada dos Estados Unidos da América. NÃO CANSO DE ME INDIGNAR. E SEI QUE AS PESSOAS QUE ESTOU CRITICANDO, SE QUISESSEM MESMO, VERIAM A VERDADE, SEUS EGOS E SUA NECESSIDADE DE MEDIDAS IMEDIATISTAS PARA RESOLVER PROBLEMAS, E DE ENCOBRIR FALHAS DAQUELES QUE VOCÊS GOSTAM, NÃO DEIXAM QUE FAÇAM ISSO. AÍ SE REVOLTAM COM QUEM TENTA MOSTRAR A VERDADE (OU PELO MENOS UM DOS LADOS DELA, O DOS "BANDIDOS"). VEJAM AS ESTATÍSTICAS QUE VINCULAM RACISMO À JUSTIÇA BRASILEIRA, ISSO PROVA TUDO QUE ESTOU FALANDO AQUI! OS MAIORES LADRÕES DESSE PAÍS ESTÃO NO GOVERNO, SÃO DA POLÍCIA E, PRINCIPALMENTE, DO GOVERNO. VOCÊS VIRAM OS POLICIAIS DO RIO QUE EXTORQUIRAM ESTRANGEIROS? BELA IMAGEM A QUE ESSE PAÍS ESTÁ PASSANDO. ENFIM, ACHO QUE COM ISSO NÃO ESTOU MUDANDO MUITAS CABEÇAS, SE QUISESSEM JÁ TERIAM REFLETIDO. E SÃO PESSOAS QUE DÁ ATÉ MEDO DE CONTRARIAR, PORQUE COMO ELAS MESMAS CLAMAM, NÃO ESTÃO DISPOSTAS A VERDADEIROS DEBATES DEMOCRÁTICOS, E SIM A RESOLVER TUDO PELA FORÇA, PELA BALA. CHEGA A SER IRÔNICO, MAS É ANTES DE TUDO LAMENTÁVEL, QUE O CORONEL UBIRATAN TENHA SIDO MORTO POR ARMAS DE FOGO. EU REALMENTE TENHO PENA DELE, JURO POR DEUS. NÃO SOU COMO VOCÊS, QUE NÃO SENTEM DÓ DE QUEM SUPOSTAMENTE ERROU. MAS NÃO PODEMOS APAGAR A HISTÓRIA PARA "PRESERVAR A MEMÓRIA". SE ERA O CORONEL, O GOVERNADOR, OU O VICE-GOVERNADOR, QUEM FOI O RESPONSÁVEL, ISSO É PROBLEMA DELES. MAS ESTOU CANSADO DE VER ESSE PAÍS PASSAR POR CIMA DOS DIREITOS HUMANOS E DE TODAS RECOMENDAÇÕES DE ESPECIALISTAS DE TODAS ÁREAS (EXCETO ALGUNS DA ÁREA DO DIREITO) PARA RESOLVER PROBLEMAS DE SEGURANÇA PÚBLICA. É ISSO AÍ, VAMOS TODOS NOS ARMAR, VAMOS RESOLVER PROBLEMAS DE VIOLÊNCIA COM VIOLÊNCIA, VAMOS RASGAR UMA DECLARAÇÃO FEITA 300 ANOS ATRÁS QUE MUDOU O MUNDO (PARA MELHOR, COM CERTEZA). VAMOS EM FRENTE. POR QUE VOCÊS NÃO ME AMEAÇAM. APOSTO QUE A SRA. KARINA RODRIGUES DEVE TER SEUS CONTATOS NA POLÍCIA, SE FOI ASSESSORA DO CORONEL. PORQUE NÃO FAZ "LIMPEZAS" NAS FAVELAS DE SÃO PAULO E DO RIO, PARA ACABAR COM A POBREZA E COM A VIOLÊNCIA? LAMENTÁVEL, LAMENTÁVEL, É TRISTE VER QUE EM PLENO SÉCULO 21 EXISTEM PENSAMENTOS COMPARÁVEIS AO DE MUSSOLINI E DE HITLER.